segunda-feira, 1 de setembro de 2014

Será no improviso

















O lateral Edilson recebeu o terceiro amarelo contra o Santos e não poderá enfrentar o Atlético/MG no próximo final de semana.

Eu não lamentaria...
...desde que tivéssemos um outro lateral no elenco.

Na semana passada o Lucas pediu o desligamento do Botafogo por conta dos salários atrasados. Além disso, o Gilberto está emprestado ao Internacional. Ou seja, não há reserva imediato para o Edilson.

O que você faria?

Eu - contando com a volta do Aírton -, improvisaria o Gabriel por lá.

Só espero que o Alex - um dos "terríveis gêmeos" que vieram apenas para render boas comissões aos interessados - não seja resgatado do grupo que treina em separado.


SAUDAÇÕES ALVINEGRAS!!!

Um freio na empolgação

















Apesar da vitória sobre o Santos, o atacante Emerson conteve a euforia na análise pós-partida:

"- Não adianta se empolgar com a vitória, porque a situação ainda não é boa. O time ainda não encontrou uma maneira de jogar. Quando se fala de Botafogo, há hoje sempre um ponto de interrogação em relação á cara do time. No fim do turno, a equipe ainda não tem uma cara. Estamos frisando no dia a dia a individualidade de cada atleta, e quando se pensa na parte coletiva as coisas tendem a acontecer. Provou-se que quando a parte coletiva aparece e cada atleta sai do marasmo, sai da preguiça mesmo, essa é a palavra, e consegue pôr na cabeça que hoje no futebol não tem time de segunda divisão, visto o chocolate que o Ceará deu na gente aqui dentro, as vitórias aparecem. É bom conscientizar que para ganhar partidas tem que ter a entrega de cada atleta".

E mais uma vez eu concordo integralmente com o que foi dito pelo Sheik. O time ainda é uma grande interrogação, sem cara ou esquema definido e cheio de altos e baixos individuais.

Comemoramos a vitória, claro, mas conscientes de que o futebol apresentado continua ruim e aquém do que um time profissional pode apresentar.


SAUDAÇÕES ALVINEGRAS!!!

domingo, 31 de agosto de 2014

Golaço garantiu os 3 pontos















E na reta final do primeiro turno do Brasileirão, o Botafogo, enfim, conquista duas vitórias seguidas.

Depois do magro 1 a 0 sobre a Chapecoense no último final de semana, mais uma vitória pelo placar mínimo na tarde de hoje: 1 a 0 (Daniel) diante do Santos.

E um respiro de alívio na tabela de classificação.

Respiro que também foi dado assim que o árbitro apitou o fim do jogo deste domingo.

Aliás, tem sido uma tônica do Botafogo na temporada: Sofrer até nos triunfos. Raras foram as exceções em 2014.

Contra o Santos não foi diferente. Depois de um primeiro tempo equilibrado (e que deu sono), as duas equipes voltaram mais dispostas na segunda etapa. Ambas perderam boas oportunidades...
...até que, após um rebote de escanteio, o Daniel acertou um daqueles chutes clássicos, na veia, cheio de efeito.

Estufou a rede do Aranha e fez os aproximadamente 15 mil botafoguenses soltarem o grito de gol no Maracanã.

Daí em diante, o Santos veio para cima e o Botafogo, sem pernas e um companheiro decente para o Emerson, ainda teve chances não aproveitadas. E já que não tínhamos bola para ampliar, restou segurar o marcador.

E assim foi, até o minuto 51 do segundo tempo.

Ufa!

Agora, sabe-se lá como, precisamos reverter a desvantagem para o Ceará (Copa do Brasil) na quarta-feira e viajar para encarar o Galo em Belo Horizonte. 


SAUDAÇÕES ALVINEGRAS!!!

Botafogo 1 x 0 Santos

1- Jefferson: Colecionador de milagres - 6,5

2- Edilson: Pouco notado em campo (graças a Deus) - 5,0

3- André Bahia: Dentro do possível, ganhou a maioria das jogadas - 5,5

4- Bolívar: No mesmo nível do companheiro de setor - 5,5

5- Gabriel: Incansável e correndo por todos os lados - 6,5

6- Junior Cesar: O cara erra até cobrança de lateral - 4,0

7- Daniel: As jogadas de efeito (e o gol) saíram dos seus pés - 6,5

8- Bolatti: Bem nos desarmes, mas discreto no auxílio ofensivo - 5,5

9- Bruno Corrêa: Não fez nada até sair machucado - 5,0

10- Ramírez: Continua não me agradando. Não se apresente para o jogo e é lento - 5,0

11- Emerson: Não esteve bem nas conclusões, mas lutou o tempo todo, ajudando a defesa e ataque - 6,5

12- Rodrigo Souto: Poucos minutos em campo - Sem nota

13- Rogério: É daqueles malucos que abaixa  a cabeça, fecha os olhos e corre sem pensar - 5,0

14- Wallyson: Nada acrescentou - 5,0

Vagner Mancini: Diante do que tinha disponível, fez o que pôde - 5,0

Buscar a segunda vitória seguida


















Depois da Copa do Brasil no meio da semana, voltamos as atenções para o Brasileirão.

O Botafogo recebe o Santos hoje a tarde.

Jogo importante para continuarmos tentando nos afastar da zona de degola.

Do outro lado, um time sempre perigoso.

Mas já passou da hora do Botafogo vencer duas vezes seguidas na maior competição nacional, né?

No final de semana foi o suado 1 a 0 sobre a Chapecoense. Logo mais, o Santos.

Pra cima deles, Fogão!


SAUDAÇÕES ALVINEGRAS!!!

sábado, 30 de agosto de 2014

Por que não tentar?















Eu ainda acho que apesar do André Bahia ter entrado sem comprometer, o Dória é mais jogador e não deveria ter saído do time titular.

Aliás, apesar de preferir um zagueiro destro ao lado de um canhoto, pensaria na possibilidade de um teste do Dória ao lado do Bahia, barrando o Bolívar.

E vou além: Como nossos dois laterais são bisonhos, por que não reforçar o setor e tentar uma mudança na formação tática?

Algum amigo (desculpe, mas não recordo quem foi) comentou uma vez aqui no CB que o Mancini poderia testar o Dória atuando como um falso lateral esquerdo. Mais ou menos como o Cuca fez com o Luciano Almeida naquele maravilhoso ano de 2007.

Boa sugestão.

Sairia o burocrático e inofensivo Junior Cesar e deixava uma linha com três zagueiros. Consequentemente, liberaria mais o "psicótico" Edilson para atacar, já que na defesa ele consegue ser ainda pior.

O que os amigos acham dessas sugestões?


SAUDAÇÕES ALVINEGRAS!!!

sexta-feira, 29 de agosto de 2014

Caos total


















O goleiro Jefferson esteve em um programa do SporTV na manhã de hoje e falou mais um pouco sobre a situação vivida em General Severiano:

"- Se eu falar tudo vocês, vão se assustar. As pessoas falam que jogador de futebol ganha muito. Você faz conta com aquilo que você ganha. Se ganha dez, faz conta com dez, se vinte, faz conta com vinte. Tem jogadores que estão indo na concentração para comer, porque tem almoço, janta. Pessoas que tem mais condições ajudam. Têm jogadores que já entregaram carro. O que influencia são os funcionários também. Dependemos do psicólogo, do fisioterapeuta. Eles já não têm aquela motivação para trabalhar. Os funcionários também estão atrasados. Teve funcionário que teve de ser despejado de casa. Por isso nós jogadores e comissão técnica tentamos tirar força para terminar esse ano dignamente e ver o que vai acontecer".

Diante do quadro, pergunto: Cadê os "Dona Lúcia"? 

Esse é o capítulo final da gestão nefasta que tentaram vender como "profissional e moderna" ao longo dos últimos cinco anos e meio!


SAUDAÇÕES ALVINEGRAS!!!

Muitos cordeiros para poucos lobos
















O técnico Vagner Mancini falou sobre os efeitos que a derrota para o Ceará (na quarta-feira) podem causar no compromisso de domingo, contra o Santos:

"- Acho que (essa derrota) tem que influenciar. Os atletas têm que sair daqui chateados, esperando ansiosamente pelo jogo contra o Santos, porque têm que descontar em alguém. Não tem como sair daqui e nao achar que esse resultado não vai ter nenhum tipo de consequência. Tem que ter e que seja já nesse domingo".

Ingenuidade do comandante alvinegro.

No atual grupo de jogadores, podemos tirar uns 3 ou 4 (no máximo) que reconhecidamente odeiam perder e/ou protagonizar lances e partidas vergonhosas. De resto, um bando de cordeiros que não se cobram, não brigam, não correm no limite, etc.

Ou você realmente acha que o Botafogo vai entrar com a faca entre os dentes depois de amanhã?


SAUDAÇÕES ALVINEGRAS!!!

quinta-feira, 28 de agosto de 2014

Chegou "chegando"...


















Estreante da noite de ontem, o atacante Bruno Corrêa falou sobre o resultado final diante do Ceará:

"- Foi um jogo muito difícil. Se tivesse mais um pouquinho de tempo, conseguiríamos o empate. Dei o meu máximo".

Pois é, amigos...depois das palavras do "possante" Bruno, inicio a campanha por partidas de futebol que durem 250 minutos e/ou até o Botafogo marcar um gol da vitória ou virada. 

E outra coisa: Se ontem o Bruno já deu o seu máximo, me passou a impressão de que ele pode brigar - com Rogério, Mamute e Wallyson - para ver se fica no banco de reservas ou nos camarotes dos estádios durante as próximas partidas.

Nada além disso.


SAUDAÇÕES ALVINEGRAS!!!

Cabeça erguida?

















Palavras do lateral Edilson, após a derrota de ontem para o Ceará:

"- O primeiro tempo deles foi muito bom, aproveitaram nossos espaços. No segundo tivemos uma reação boa, mas infelizmente não conseguimos empatar. Mas a gente sai de cabeça erguida, fizemos um excelente segundo tempo e está em aberto. A gente acredita no nosso grupo, no elenco. Da mesma maneira que eles fizeram dois gols, podemos fazer lá no Ceará também".

Meu comentário: Na boa, eu teria vergonha de dizer que saí de cabeça erguida e que o segundo tempo foi excelente.

Mas tudo bem, o que mais esperar de um cara que afirma (no início da semana) que uma boa campanha na Copa do Brasil e permanência na série A (no Brasileirão) garantiriam uma temporada aceitável para o Botafogo, né?

Esse é o cenário atual do clube. 

Esse é um dos "líderes" do elenco.

Enfim, é de fazer chorar...
...ou então eu que sou muito chato e exigente mesmo. 


SAUDAÇÕES ALVINEGRAS!!!

Mais um papelão















O Botafogo conseguiu perder (1 a 2 - Edilson) a primeira partida do confronto contra o Ceará, pela Copa do Brasil.

Agora terá que marcar pelo menos dois gols em Fortaleza na semana que vem.

A julgar pelo o que vi nesta quarta-feira, uma tarefa para lá de complicada.

Desculpem o pessimismo, mas acho que a vaca já foi para o brejo.

É claro que nada está decidido, mas eu realmente não consigo enxergar qualquer possibilidade para o GLORIOSO. Nem tanto pela qualidade do adversário, mas pelo futebol de baixíssimo nível dos comandados (?) pelo Vagner Mancini.

E que fique claro: Só nos mantemos respirando por aparelhos porque o Jefferson ainda nos garantiu essa pequena sobrevida. Se houvesse justiça no futebol, era para ter sido pelo menos 4 ou 5 para o Ceará.

A respeito dos 90 minutos, passo! Não estou com o menor saco de relembrar esse tempo de sono perdido.

Uma vergonha!


SAUDAÇÕES ALVINEGRAS!!!

Botafogo 1 x 2 Ceará

1- Jefferson: Nos livrou do pior - 8,5

2- Edilson: Apesar do gol, foi de uma displicência e máscara do início ao fim. Todos os lances do adversário foram pelo seu lado - 4,0

3- André Bahia: Sofreu com o atacante cearense - 5,0

4- Bolívar: Lento e sem vontade alguma - 4,5

5- Aírton: O único que demonstrou raça e raiva - 6,5

6- Junior Cesar: Uma lástima completa - 4,0

7- Zeballos: O pouco que jogou foi horrível. É muito ruim - 2,0

8- Gabriel: Até correu, mas esteve perdido em campo - 5,5

9- Ferreyra: Não recebeu uma bola sequer - 4,0

10- Ramírez: Outro que não tem bola para ser titular e "o pensador" do Botafogo - 4,5

11- Emerson: Parecia jogar sem tesão e ligando o "F" para tudo - 4,5

12- Rogério: Quanto será que rendeu de comissão para o Nininho e demais envolvidos? - 1,0

13- Bruno Corrêa: Estreia já mostrou o (nenhum) "potencial" da fera... - 4,0

14- Bolatti: Pouco conseguiu ajudar - 5,0

Vagner Mancini: Já teve tempo suficiente para definir um time e dar certa cara. Não está conseguindo e tem errado nas escamações e alterações com frequência - 3,5

quarta-feira, 27 de agosto de 2014

Estreia na CB




















Noite de estreia do Botafogo na Copa do Brasil 2014.

O adversário é o Ceará, que faz boa campanha na série B e eliminou o Internacional na fase anterior da CB.

Longe de ser um duelo simples.

Mas o Botafogo precisa passar. A começar pelo jogo de hoje, em casa, para decidir em Fortaleza.

Pra cima deles, Fogão!


SAUDAÇÕES ALVINEGRAS!!!

Nova dupla de frente


















O Botafogo terá um grande reforço para o jogo de hoje, contra o Ceará.

O atacante Emerson retorna ao time no lugar do Daniel, que ainda é dúvida, depois de deixar o campo reclamando de dores musculares diante da Chapecoense.

Legal. Estou curioso para ver o Sheik ao lado do Ferreyra.

E gostaria mais ainda se o Daniel estivesse disponível e o substituído fosse o Zeballos.


SAUDAÇÕES ALVINEGRAS!!!